Modelo de O.S.

BAIXAR

Como usar as redes sociais a favor do seu negócio

Como usar as redes sociais a favor do seu negócio

As redes sociais vieram para ficar. Desde os finados icq, msn e orkut, ficamos reféns a elas. Podemos ainda ir mais fundo, e lembrar das salas de bate-papo do UOL. Sei que muitos jovens empreendedores nem devem saber o que são elas. Mas também não importa. Com as novas redes, que trouxeram funcionalidades inovadoras no quesito negócios, sua empresa não pode ficar de fora. Se você for uma PME, sabemos que contratar um profissional apenas para produzir conteúdo e fazer gerenciamento da página pode ser inviável pelo custo. Neste texto, vamos te dar uma abordagem básica sobre como usar redes sociais para negócios. Elas podem sim, te proporcionar novos clientes e posicionar positivamente sua marca no mercado.

#Por que estar nas redes sociais?

Por vários motivos. Já ouviu aquele ditado: quem não é visto, não é lembrado? Mesmo se seu negócio for voltado para um público de faixa etária mais alta, pode sim já fazer sua conta. A cada ano, novos usuários surgem, independentemente da idade.

Nas redes sociais, por meio da sua página, seus possíveis clientes podem entrar em contato com sua empresa, seja por mensagens, seja acessando o link do blog que fica disponível na biografia. Além disso, nas redes sociais,  sua empresa pode:

  • divulgar novos produtos e serviços para seus clientes;
  • fazer tutoriais explicativos sobre seu modo de operação;
  • responder dúvidas e fazer interação com os seguidores da página;
  • gerar/criar um reconhecimento da sua marca.

#Quais redes posso usar com páginas empresariais?

O Facebook, Instagram, Youtube e Linkedin são as redes mais populares no Brasil e oferecem gratuitamente perfis empresariais. Cada uma tem características diferentes e demandam conteúdo diferenciado, de acordo com o perfil do público, mas também da rede.

Facebook: É a rede social mais popular e usada no Brasil. Além de textos e fotos, é possível divulgar links direcionados para outros sites, como o da empresa, por exemplo.

Instagram: conteúdo curto e objetivo. Foco dessa rede social é a imagem publicada. Por isso, capriche nela. Ah, não esqueça sempre de incluir o crédito da imagem, caso ela não seja da empresa. A internet não é mais um território sem lei. Existem regras de direitos autorais e Marco Civil da Internet que regula todo o tipo de conteúdo.

Youtube: canal de vídeos que tem crescido muito no Brasil. Se sua empresa tem conteúdo suficiente e de boa qualidade, por que não investir nessa rede?

Linkedin: a rede mais usada no mundo corporativo, pois é focada em criar relacionamentos de empresas, executivos e colaboradores. É possível também anunciar vagas. Muitos colaboradores costumam ter perfis no Linkedin, e ao incluirem que trabalham na sua empresa, podem lincar a página, proporcionando mais tráfego.

#Informações mais que obrigatórias

Abaixo, vamos pontuar informações que NÃO podem deixar de faltar nas suas redes:

O logo, nome da empresa, uma breve descrição sobre o produto ou serviço. Não esqueça de inserir o link que direciona para o seu site. Ele precisa ser sua referência na internet.

Se vincular suas contas pessoas às da empresa, tome cuidado na hora de publicar em ambos perfis para não confundir e expor conteúdo desnecessário.

Ainda, tome muito cuidado com o tom que irá usar nas redes para não gerar uma crise de imagem. Em breve, aqui no blog, vamos te orientar sobre como evitar esse tipo de crise.

#Monitore as páginas todos os dias

Como já citamos na abertura do texto, mesmo que você não tenha orçamento para contratar um profissional de marketing digital ou um jornalista especializado na área, encarregue um colaborador para, pelo menos uma vez ao dia. Se você está nas redes, mesmo não produzindo conteúdo, potenciais clientes podem mandar mensagens com dúvidas e até mesmo comentar fotos e conteúdos publicados. E deixá-los sem resposta passa uma imagem positiva para você. Muito pelo contrário.

Reclamações sem respostas são um grande problema em páginas corporativas. Muitos consumidores se baseiam em recomendações de produtos e serviços nas páginas da própria empresa. Caso tenha avaliação negativa sem uma justificativa ou resposta, a empresa pode perder um cliente. Essas recomendações virtuais influenciam cada vez o consumidor que está com um novo perfil, a partir da flexibilização da internet.

Como todas essas dicas básicas para quem ainda está em dúvida, sugerimos entrar nas redes de marcas que você admira para checar o posicionamento e também dos seus concorrentes. Há vários e-book gratuitos como os da Resultados Digitais e Rock Content, que, com certeza irao tirar suas principais dúvidas sobre o assunto.

Equipe Field Control

O Field Control é uma poderosa ferramenta de gestão para empresas prestadoras de serviços. Para o gestor, organização e controle da empresa. Para os técnicos, praticidade e mais rendimento nas atividades do dia a dia.

Modelo de Ordem de Serviço