Planejamento estratégico, tático e operacional

Planejamento estratégico, tático e operacional

Existem vários tipos de planejamento. Entender sobre a elaboração e execução de cada um deles é essencial para verificar se a empresa está apta à parte prática. Para que você possa efetivar melhores estratégias na sua empresa e que estejam de acordo com as metas, neste conteúdo, a Field vai abordar a diferença entre planejamento estratégico, tático e operacional.

Não importa qual seja, o planejamento serve que toda a equipe tenha um rumo a seguir. Cumprindo as metas estipuladas em cada plano, o sucesso fica mais perto. E passa a ser real!

Saber o que cada integrante de uma equipe irá fazer para alcançar o estipulado é outra forma de manter sempre a produtividade em alta.

Dessa forma, a existência da empresa fará sentido. E de todo o time que faz parte dela.

Então, vamos saber quais tipos são os mais adequados para seu negócio?

 

 

Planejamento estratégico, tático e operacional

São três níveis de planejamento. Não importa o tamanho da sua empresa.  O importante, como já escrevemos, é saber para onde seguir. E mais ainda, por quê?

Ter um negócio apenas com foco em ganhar dinheiro, sentimos muito, mas não é algo que vai muito para frente. Você já descobriu o propósito da sua empresa? Por que ela existe? O que te motivou a empreender?

Entretanto, o planejamento não precisa ficar só a cargo de quem tirou o negócio do papel.

As pessoas que foram chegando depois e contribuíram para o crescimento são mais que bem-vindas nessa elaboração.

Por mais que muitos aspectos externos não são muito previsíveis, como economia, inflação, mercado externo, ter a casa muito bem organizada e um rumo a se seguir, te previne problemas de gestão e financeiros.

Planejamento estratégico

Entre os três, comece por ele.

Como o nome diz, é baseado em estratégias. Essas devem ser definidas a longo prazo.

A missão, visão e valores entram aqui. Ainda, tudo o que se encaixa em âmbito interno também.

Se estiver perdido e não saber por onde começar, a análise SWOT é um bom caminho. E claro que não vamos te deixar a ver navios. Aqui, te explicamos o que é e o passo a passo para executar esse plano: O que é uma matriz SWOT e como aplicá-la.

Entre essas estratégias, o que a empresa pretende?

  • Aumentar o número de clientes?
  • Dobrar a produtividade?
  • Ser referência no mercado?

As respostas contém o que será feito para se chegar ao pretendido. Claro que essas metas são apenas sugestões. Inclua o que realmente faça parte da sua realidade. E tudo bem que sonhar é bom demais! Mas no momento da elaboração, te pedimos pé no chão. Coloque em xeque o que realmente é alcançável dentro de um período estabelecido.

Refaça esse o planejamento estratégico a cada cinco anos. Ou seja, significa que são estratégias que vão perdurar por um tempinho.

Não tem problema em redefinir a rota. O lance aqui é evitar que a empresa pegue a estrada errada. E pior ainda, que perceba isso tarde demais.

Bom, se começamos pelo planejamento estratégico é porque tem uma relevância acima. Não que as demais sejam dispensáveis. Não pense isso. Dessa forma, te indicamos a leitura: Planejamento estratégico: saiba como implementar.

 

Planejamento tático

Se o estratégico é a longo prazo, chegamos no planejamento tático que indica as propostas a médio prazo. Como resultado, todos os departamentos da empresa fazem parte aqui. O foco é como que as equipes e setores irão contribuir para as metas do planejamento estratégico.

E essa é uma boa notícia. Afinal, as empresas são feitas de pessoas. Os detalhes cabem muito bem nesse tópico. O prazo é bem menor do que o de planejamento estratégico. Passa para de um a três anos.

E tem até uma justificativa. As equipes mudam de tamanho. As ferramentas também. Com a inovação e tecnologia bombando, os processos podem mudar de um mês para o outro.

Por exemplo, caso seu negócio seja uma prestadora de serviços com equipe externa, entra como ação tática:

  • Podemos dobrar o número de visitas com a mesma equipe?
  • O índice de satisfação dos clientes na avaliação será melhor nos próximos 12 meses. Quais ações serão adotadas para tal?
  • Todos os técnicos precisam ser treinados e atualizados, de acordo com um calendário interno?
  • As ordens de serviço passam a ser digitais a partir de quando?

 

Vamos dar uma pausa antes de prosseguir. O planejamento estratégico tático e operacional não é um único documento. Eles são três. Acima de tudo, precisam se complementar. São independentes. No entanto, todos funcionam entre si.

Feita essa observação, vamos partir para o último e não menos importante planejamento.

Planejamento operacional

O nome diz tudo: operação. O que será incluído nos próximos três e seis meses para que as metas táticas e estratégias sejam alcançadas? E o que será utilizado para que tudo sejam possível?

A implementação e adesão de novas ferramentas e sistema são inclusas neste planejamento.

E tomar a decisão de contratar novos investimentos realmente é algo que passa por várias questões. Não tem como negar, a gente sabe bem disso. Desperdiçar dinheiro está fora de cogitação. Então, o que nos resta é dar o tiro certeiro. Como? Pesquisando. Reduzir as despesas, aderindo ferramentas completas que fazem parte do jogo.

Processos e ferramentas

Por exemplo, todas aquelas questões citadas acima, no tático e estratégico, a Field resolve. Isso significa que sua prestadora não precisa ter várias ferramentas para ter processos que aumentam a produtividade com a mesmo equipe. Entre eles:

  • Ordem de serviço digital;
  • Localização em tempo real de todos os técnicos;
  • Check-lists e relatórios;
  • Avaliação do cliente;
  • Agenda digital.

E muitos outros. O destaque é melhorar a entrega dos serviços, ter condições de corrigir erros e com o tempo, eliminá-los. Se redução de custos está entre os planos, a Field pode te ajudar. Os processos estão disponíveis em um só lugar, um aplicativo para cada técnico e um sistema para o gestor. Todos da equipe são contemplados.

Por mais que a gente se esforce em explicar como a Field muda a realidade da prestação de serviço, nada melhor do que você visualizá-la:

 

E mais que visualizar, você tem a oportunidade de saber como é na prática. Já que é uma pessoa tão interessada em mudar sua realidade, agende sua demonstração agora. A fase de teste é gratuita e ainda, você conta com o apoio do nosso time de especialistas em gestão durante a experiência.

Clique AQUI e comece uma nova era de gestão na sua empresa, cumprindo todos os planejamentos indicados.

Equipe Field Control

O Field Control é uma poderosa ferramenta de gestão para empresas prestadoras de serviços. Para o gestor, organização e controle da empresa. Para os técnicos, praticidade e mais rendimento nas atividades do dia a dia.

Utilizamos cookies para garantir a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a utilizar esse site, entenderemos que você concorda com isso. Visite nossa Política de Privacidade