Modelo de O.S.

BAIXAR

5 Principais indicadores de manutenção com MTBF e MTTR

5 Principais indicadores de manutenção com MTBF e MTTR

Os indicadores de manutenção, assim como os indicadores de performance (ou desempenho), são um conjunto de informações que buscam mensurar e otimizar o funcionamento dos processos, a fim de aumentar a eficiência e a produtividade de uma empresa.

Comumente chamados de KPIs, na sigla em inglês para Key Performance Indicators, os indicadores de manutenção propõem modelos que ajudam a prevenir e a lidar com os problemas mais diversos que possam existir dentro de uma organização.

Existem vários indicadores e cada um pode ser útil dependendo dos objetivos que você busca para sua empresa em determinado momento.

Trataremos aqui sobre os principais indicadores de manutenção e como calculamos seus dados. Para começar vamos conhecer a regra de ouro de uma boa KPI: o método Smart.

Análise de objetivos: método SMART

Antes de aprender quais são os principais indicadores de manutenção é importante entender como construir um, a fim de analisá-lo de maneira que você e sua equipe possam ser capazes de realmente tirar uma informação dos dados apresentados. Caso contrário, os indicadores serão apenas números que não dizem nada sobre seu negócio.

Se você não consegue medir, não conta, afinal você não pode gerenciar o que se não mede. Portanto, apresentaremos aqui, o método mais conhecido para avaliar um indicador. O SMART compreende, em inglês, as iniciais de:

  • Specific (Específico) – O KPI deve seguir uma lógica clara e objetiva.
  • Measurable (Mensurável) – Devem ser quantificáveis, de preferência, expressa em números
  • Attainable (Atingível) – Nada de metas impossíveis. Ela deve estar ao alcance do executor.
  • Relevant (Relevante) – Deve se ter uma ideia clara do que se pretende fazer. Relevante não só para o executor, mas também para os objetivos pretendidos.
  • Timely (Em tempo) – Determinar previamente o tempo para atingir as metas.

Os 5 principais indicadores de manutenção

Separamos os 5 principais indicadores de manutenção que vão te ajudar no dia a dia da sua empresa. Dentre eles se destacam os indicadores de manutenção MTBF e o MTTR.

É preciso reforçar que além desses, outros inúmeros indicadores podem ser usados, variando de acordo com a necessidade de sua empresa. Então, vamos a eles:

1. MTBF – Mean Time Between Failures

Os principais indicadores de manutenção são MTBF e MTTR. O MTBF ou tempo médio entre falhas, assim como o próprio nome diz, indica o tempo total de bom funcionamento médio, entre as falhas de máquinas que podem ser reparáveis. Ou seja: É aqui que podemos mensurar a confiabilidade da máquina.

Vejamos um exemplo: Uma máquina funciona por 12 horas em um dia. Nessas 12 horas ela apresenta três falhas. Na primeira falha foram necessários cinco minutos para reparo, na segunda 10 e na terceira 15 minutos, consecutivamente. Somando um total de 30 minutos de reparo, vamos calcular o MTBF:

MTBF = (12*60 – 30) /3 = 230 minutos

Quanto maior for o resultado, maior a confiabilidade do seu aparelho. Este valor nos mostra que, durante todo o período das 10 horas, a produção deve se programar e levar em conta que a cada 230 minutos haverá uma falha. Deixando o aparelho indisponível para a produção. E isso vai se repetir três vezes ao longo das 12 horas.

2.MTTR – Mean Time To Repair

O indicador de manutenção MTTR ou tempo médio para reparos, assim como o próprio nome também diz, nos mostra o tempo médio que os funcionários vão levar para colocar a máquina em funcionamento de novo. Em resumo, mede a capacidade da equipe em consertar a falha.

Para fazer o cálculo, você deve dividir o tempo total gasto com os reparos dividindo também pelo número total de reparos realizado dentro do período. Vamos voltar e usar os dados do exemplo anterior.

A máquina trabalha um total de 12 horas em um dia, apresentando três falhas. A primeira com cinco minutos, a segunda com 10 e a terceira 15, somando um total de 30 minutos gastos. Então teremos:

MTTR = (5 + 10 + 15) / 3 = 10 minutos

O tempo médio gasto para reparos é de 10 minutos. A produção deve se programar para aceitar uma média de 10 minutos de reparo para o maquinário. Com esses valores é possível identificar problemas de inatividade, além de auxiliar no controle dos reparos.

3. A – Availability

Informa a disponibilidade. É o tempo que a máquina está disponível para funcionar, conforme o programado. Este valor é o maior objetivo da gestão de manutenção. Quanto maior este valor, melhor.

Vamos usar como exemplo os valores dos indicadores de manutenção MTBF e MTTR. Então ficará:

A = MTBF / (MTBF + MTTR) x 100 %

no qual

A = 230 / (230 + 10) x 100 = 95,83 %

 

Com este resultado de 95,83 % de disponibilidade, a equipe de manutenção poderá trabalhar para controlar e melhorar cada vez mais este número.

4. MPd – Cumprimento dos planos de manutenção preditiva

O cálculo do MPd serve para verificar se o plano de manutenção preditiva está sendo cumprido ou não. Ele é baseado nas tarefas realizadas do plano de manutenção preditiva divididas pelas ações programadas do plano de manutenção preventiva. É importante que eles sejam multiplicados por 100 para que vejamos em forma de porcentagem.

Portanto, temos:

MPd = tarefas realizadas do plano de manutenção preditiva / ações programadas do plano de manutenção preventiva * 100

 

5. MP – Cumprimento dos planos de manutenção preventiva

Já o cálculo do MP, serve para verificar se o plano de manutenção preventiva está sendo cumprido ou não. Ele é bem parecido com o MPd e a forma de calculá-lo é dividindo as tarefas de manutenção preventiva pelas ações agendadas do plano de manutenção preventiva. Também multiplicando por 100 para que vejamos a porcentagem. Portanto, teremos:

MP = tarefas de manutenção preventiva / ações agendadas plano de manutenção preventiva * 100

A importância dos indicadores de manutenção

É muito importante que os gestores de empresas acompanhem estes indicadores de manutenção. Qualquer empresa que busca melhorar e otimizar seus processos precisa utilizar ferramentas como esta. Facilitando e padronizando as informações a fim de torná-las mais claras e de rápido entendimento entre a equipe.

São ferramentas poderosas que trazem eficiência, além de medir o grau de desempenho e sucesso de sua organização. Com um bom planejamento e um bom acompanhamento, sua empresa tem tudo para se destacar se tornando cada vez mais competitiva no mercado.

O Field Control é a ferramenta ideal para fazer parte da sua estratégia de Planejamento e Controle da Manutenção (PCM). Através do nosso sistema você cria ordens de serviço digital, controla as manutenções em execução, cria formulários de manutenção e ainda pode controlar os técnicos de campo.

Crie sua conta grátis e comece agora melhorar a gestão da sua empresa!

 

Equipe Field Control

O Field Control é uma poderosa ferramenta de gestão para empresas prestadoras de serviços. Para o gestor, organização e controle da empresa. Para os técnicos, praticidade e mais rendimento nas atividades do dia a dia.

Modelo de Ordem de Serviço