Modelo de O.S.

BAIXAR

Como fazer relatórios de qualidade: Confira 7 dicas da Field

Como fazer relatórios de qualidade: Confira 7 dicas da Field

Podemos considerar os relatórios de qualidade parceiros da produtividade da equipe de campo. Mas como citamos, tem que ser de qualidade, porque fazer relatórios qualquer pessoa faz. O porém aqui são as informações que precisam estar nesse documento parceiro do gestor. E como a Field é super aliada da prestação de serviços, neste post vamos te indicar 7 dicas para seu relatório impactar qualquer concorrente!

7 Field Dicas para fazer relatórios de qualidade

1 – Tenho mesmo que fazer um relatório?

Se essa dúvida te persegue, já é meio caminho andado. Indicamos que SIM! Se sua prestadora tem como foco aumentar a produtividade, sentimos te dizer que a não produção de relatórios está impedindo progressos e avanços. Ainda não te convencemos? Tudo bem. Apenas te convidamos para ler esse texto até o fim. E caso queira complementar as informações sobre o tema para ter 100% de convicção que relatórios de qualidade trazem bons frutos, ou melhor, mais visitas, é só clicar aqui e mergulhar fundo nos nossos conteúdos: Relatórios.

2 – Quais dados devem constam no relatório

Não são muitos. Basta inserir aqueles que fazem parte da sua rotina e que podem te causar problemas, como a pontualidade. A gente te indica a inserir quantas visitas foram realizadas por dia, a região mais atendida, o reparo mais demorado. E muitos que você considera importantes a ponto de impactar e impedir que as visitas sejam feitas.

3 – A frequência de atualização

Diária. É muito? Ok, sua rotina é bem agitada. Por isso, já existe um sistema de gestão de equipes de campo que faz isso por você. Todos os dados são atualizados em tempo real. Basta selecionar o período que será analisado e bingo! Estará na sua tela em segundos. A tecnologia trouxe esse presente na nossa vida e os gestores das equipes podem usufrui-lo à vontade. Se quiser saber mais, acesse aqui: www.fieldcontrol.com.br.

4 – Análise

Não adianta ter um relatório lindo, atualizado e… não analisado… A frequência dessa análise deve ser feita apenas por você. Alguns gestores dão uma olhadinha ao fim do dia, outros, na semana. Não importa se sua análise seja até mensal. O mais importante aqui é saber estudá-lo, a ponto de identificar o que impacta o atendimento no dia a dia. Se esse assunto te deixa com a pulga atrás da orelha, dá um clique aqui: Como medir a produtividade da equipe externa?. 

5 –  Forma de produção

Chegamos a um assunto que divide opiniões. Temos sempre que lembrar que a forma como o relatório é produzido, implicará na análise, certo? E mais ainda, o tempo que se gasta na produção. Se for manual, como tabulação em excel, realmente é inviável. Se for à mão, deve te dar tendinite. Não estamos criticando o seu método. Se você já o faz, é um passo muito importante. A produção e a frequência de atualização estão bem atrelados, por isso, sugeridos que você dê um clique no link indicado no item correspondente (sobre análise).

6 – Eliminar e exaltar

Produzir, analisar e por a mão na massa. Essa é a hora que realmente fará a diferença na sua produtividade. Com todos os dados compilados, o gestor poderá saber o que realmente trava aquele índice de mais visitas e o que mais agrega o atendimento, diretamente nas visitas. Isso inclui desde o deslocamento, como tempo, as informações direcionadas para o reparo e as habilidades de cada técnico.

7 – Compartilhe!

Feito todos os passos, chegou o momento de compartilhar com a equipe o que precisa ser eliminado. Muitos dos processos que têm erros, podem ser corrigidos de forma fácil. Um passo bem importante é entrar na nova era e digitalizá-los. Economia, agilidade e precisão agregadas ao time por completo e também ao cliente, é uma forma de aumentar sua produtividade em 40%. Tudo isso está a um clique da sua prestadora: www.fieldcontrol.com.br. Venha entender porque a Field entende tanto de prestação de serviços.

Equipe Field Control

O Field Control é uma poderosa ferramenta de gestão para empresas prestadoras de serviços. Para o gestor, organização e controle da empresa. Para os técnicos, praticidade e mais rendimento nas atividades do dia a dia.

Modelo de Ordem de Serviço