O que é PPRA: a segurança no ambiente de trabalho

O que é PPRA: a segurança no ambiente de trabalho

A partir de agora você terá mais uma sigla para a conta. Mais que saber o que é PPRA, ao terminar a leitura, você terá embasamento suficiente para explicar sobre como esse programa se enquadra na sua empresa.

Vamos nessa? Como a segurança é um elemento mais que fundamental para o funcionamento da sua empresa, aprender como aplicá-la nunca é demais!

Primeiro, mais que entender o que a sigla significa, é preciso ir além dela.

O que é PPRA

Sem mistério nenhum, PPRA é a abreviação de Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. 

Assim como alguns outros programas e processos, esse também é estabelecido por uma Norma Regulamentadora. Nesse caso é a NR 9, que é nada mais, nada menos, regulamentada pelo Ministério do Trabalho.

Não se engane que é algum programa para abraçar árvores e plantar mudas para preservar o meio ambiente. E se sua empresa faz isso, é uma atitude muito válida. Por aqui, damos super valor a empresas sustentáveis.

Bom, mas o que será que esse risco ambiental?

O local onde as pessoas trabalham na empresa é caracterizado como ambiente. Sacou?

Então, o PPRA é sobre a prevenção de riscos que as pessoas podem correr dentro do ambiente de trabalho!

É mais simples do que parece, não é verdade?

 

A emissão

Você tem uma empresa com CNPJ e funcionários trabalhando? Então, é preciso ter o PPRA. É obrigatório, não tem como fugir. E se pensar nisso, está sujeito à multa.

A Field sempre orienta que antes de abrir uma empresa, estude a fundo o que é necessário não só na parte legal, mas também na área trabalhista para que não aconteça imprevistos e tudo aconteça como o planejado.

A emissão do documento é feita pelo Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, o SESMT.

Caso a empresa não tenha um, é permitida a contratação de um profissional qualificado. Não deixe de buscar referências no momento de pesquisa. Tenha sempre parceiros que auxiliem sem negócio a sempre andar para a frente e nunca ao contrário.

Por mais que seja um documento da empresa, os trabalhadores podem ter acesso a ele. E inclusive, em local de fácil acesso para que em momentos de casos de fiscalização, ser apresentado para comprovar que o programa existe e é seguido.

Se programe 

Para não deixar passar nada, elabore um cronograma do PPRA. Indique as ações que precisam ser executadas em 12 meses para manter a segurança de trabalho sempre como prioridade da empresa.

Inclusive, o LTCAT é um dos tópicos desse calendário: O que é LTCAT: sua empresa é obrigada a ter?.

E também o PMCSO. que você também pode entender mais no link: O que é PCMSO e para que serve?

Não esqueça da ficha de EPI: Como fazer uma ficha de EPI: aprenda o passo a passo.

Por mais que o PPRA tenha validade de um ano, não o jogue fora! Ter um arquivo com todos os programas emitidos desde a fundação da empresa é importante, já que a própria NR 9 indica ter esses documentos por 20 anos, no mínimo.

Se quiser saber como funciona esse processo de arquivos, temos conteúdo também: Armazenamento de documentos da minha empresa?Quanto tempo devo guardar?

 

O que vai no programa?

São mapeados os riscos do local, de acordo com a segurança oferecida ali para garantir a saúde do pessoal que passa em torno de oito horas por ali, dependendo da sua jornada de trabalho.

No documento, são indicados possíveis riscos que podem afetar a integridade física. E quanto antes se anteciparem a eles, menos danos serão sofridos como acidentes de trabalho e as temidas doenças ocupacionais.

Encare a segurança do trabalho mais que  uma exigência, mas como um processo para manter o ambiente agradável para que as pessoas queiram estar ali e vistam literalmente a camisa da empresa:

Como está o ambiente a sua volta? 

Se você está lendo esse texto no seu trabalho, vamos fazer um exercício, ok? Não, não precisa se levantar. Se quiser, tudo bem.

Mas olhe ao seu redor e analise os tópicos abaixo:

  • O local onde você se encontra é agradável?
  • Está limpo?
  • Com ventilação adequada?
  • O espaço é adequado para o número de funcionários?
  • É seguro?
  • E quanto aos equipamentos? Estão em condições adequadas de uso?

 

Com essas respostas, você conseguiu avaliar sobre o seu ambiente de trabalho. Esses detalhes podem passar batidos, mas são essenciais não só para um bom desempenho, mas pelo bem-estar em si.

Por mais que uma pessoa goste do que faz, ficar contando as horas no relógio para ir embora porque aquele lugar não é agradável é realmente desanimador.

 

Partiu manter a segurança em dia?

Manter uma agenda de atividades em dia garante que nada passe batido.

Designe um funcionário, de preferência alguém que tenha conhecimentos em segurança do trabalho, para organizar todas essas demandas.

Se necessário, contrate uma consultoria ou empresa especializada. O importante é não deixar passar nada e manter a segurança do trabalho em dia e fazer com que seus funcionários estejam em um ambiente adequado para cumprir as funções acordadas.

E não deixe de focar no básico. É essencial para manter a empresa ativa com funcionários que fazem a diferença.

 

 

Equipe Field Control

O Field Control é uma poderosa ferramenta de gestão para empresas prestadoras de serviços. Para o gestor, organização e controle da empresa. Para os técnicos, praticidade e mais rendimento nas atividades do dia a dia.

Utilizamos cookies para garantir a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a utilizar esse site, entenderemos que você concorda com isso. Visite nossas Política de Privacidade