Modelo de O.S.

BAIXAR

Diferença entre valor e preço na prestação de serviços

Diferença entre valor e preço na prestação de serviços

Existe diferença sim! Muita gente bate o pé que não, por isso que vamos tocar nesse tema com um único objetivo: melhorar o seu atendimento, precificação e, claro, a produtividade da sua prestadora. Aqui no blog, a Field provoca várias reflexões e neste texto, te convidamos a mais uma. Dessa vez, sobre a diferença entre valor e preço. 

Começando desde já: o que tem valor para você? Nem tudo o que tem valor, tem um preço, certo? Por exemplo, amor de mãe tem preço? Mas valor, com certeza tem. E como será que os seus clientes enxergam o valor e o preço do seu serviço?

 

Valor e preço na prestação de serviços

 

Valor

Mais que o preço pago realmente pelo serviço ou produto prestado (independentemente da moeda: real, dólar, euro…), o valor  pode envolver desde aspectos técnicos até os emocionais.

É muito importante  que o gestor e todos os envolvidos na operação façam a seguinte reflexão: qual a importância da prestadora para o cliente? O que faz ele realmente fechar negócio? E mais ainda, por que renova o contrato?

Por mais que seu preço seja um pouco maior que a concorrência devido a qualidade e ferramentas diferenciadas que melhoram o atendimento, o cliente sempre prefere a sua prestadora. Isso é uma métrica de valor.

 

Preço

É realmente a quantia numérica que pode ser aplicada em troca de algo. Envolve o pagamento de produtos, serviços e outros tipos de comercialização. É quantificado a partir dos custos envolvidos na produção de determinado produto ou até mesmo serviço. No nosso caso, prestação, você pode basear o preço do seu serviço pelos seguintes aspectos:

 

  • Quantas manutenções (e os tipos) estarão no contrato por determinado período (a cada mês, por exemplo);
  • Troca de peças e filtros e se o preço estará estipulado em contrato ou avulso;
  • Tempo de atendimento – serviços que envolvem emergência como elevadores, pode ter uma preço diferenciado;
  • Uso de ferramentas que facilitam a qualidade e produtividade;
  • Forma de atendimento desde o comercial até o técnico na visita.

 

A partir de tudo isso, você precifica realmente a quantia de cada serviço/contrato. Alguns outros aspectos também podem ser levados em conta. A média de preço do mercado é uma boa métrica para se avaliar se a prestadora está muito fora da realidade, para mais ou para menos. Outro fator que pode ser utilizado pela base é o perfil dos consumidores: pequenas e médias empresas, indústrias, grandes corporações, condomínios, redes de bancos e outro comércio. Tudo isso deve entrar como medida para ter um preço que atenda as necessidades de cada um, de acordo com as expectativas e um serviço de alta qualidade, com um preço justo, claro.

 

Qual o valor e qual o preço da sua prestação de serviços?

Um pode sim estar atrelado ao outro. As empresas mais valiosas do mundo entregam bons produtos e serviços, mas também tem um bom apelo emocional envolvido. Fãs da Apple só utilizam Iphone e consecutivamente, demais equipamentos da marca, independentemente do preço. A cada novo modelo lançado, há filas nas lojas físicas para aquisição daquele que se tornou objeto de desejo.

 

E aqui, lançamos o seguinte desafio: sua prestadora também causa esse apelo emocional nos clientes?

 

Quando há necessidade de solicitar o técnico, qual será o sentimento? Frustração, pois sabe que não será atendido no período prometido, ficará sem aquele aparelho em funcionamento e terá que esperar a boa vontade do profissional bater na porta. Ou até mesmo chegar e não saber lidar com o problema, não ter a peça adequada, perder a ordem de serviço. Isso acontece.

 

Ou, em uma cena completamente oposta, o cliente sabe que quando o ar condicionado não funciona, tem alguém preso no elevador, uma indústria tem a produção interrompida por falha brusca, será atendido da melhor forma possível. A partir do momento da abertura da ordem de serviço, sabe e confia que receberá o melhor atendimento, começando com a chegada da técnico na hora agendada.

 

Caso tenha alguma imprevisto na visita que a antecede, o gestor pode encaminhar o técnico mais próximo ao local, fazendo com que aquele buraco na agenda fique preenchido e a demanda atendida de forma esperada.

 

Como agregar mais valor

Todo o cenário positivo citado acima pareceu distante de você? Existem diversas ferramentas, processos e ações que a prestadora pode promover para agregar um valor e preço justo. A dica essencial é aderir realmente aquilo que fará diferença na sua gestão e afetar (de forma positiva) o atendimento ao cliente.

 

Você pode começar a melhorar a sua produtividade ao oferecer uma avaliação sobre cada visita. Com o resultado compilado em um relatório, é possível ter uma noção do que mais impede que a qualidade da prestação seja alta. Com condições de corrigir as falhas e focar nos acertos, conquistar a fatia do mercado esperado pelo seu modelo de negócio é cada vez mais possível.

 

Fazer tudo o que foi indicado nesse texto sozinho é realmente um desafio para o gestor. Mais que atender as chamadas, coordenar os técnicos na rua e ainda produzir e analisar relatórios, torna o gestor um líder diferenciado. Mas contar com a tecnologia é essencial. Mais que facilitar, o sistema de gestão de equipes externas produz, de forma automática, dados e relatórios que otimizam a análise da produtividade. E não só isso. Ferramentas como ordem de serviço digital, localização dos técnicos em tempo real, painel de controle com o status das visitas em execução também fazem parte. Quer ter uma prestadora valiosa? A Field te ajuda, com certeza. Para usufruir de todas as ferramentas com uma experiência prática comece por aqui: AGENDAR AGORA.

 

Vem com a Field 

Agora, se ficou alguma dúvida no ar, chega mais no site www.fieldcontrol.com.br. Lá, a gente te explica como funcionam todas as ferramentas e tiramos sua dúvida no chat. Vem voar com a Field e ser referência no mercado.

Equipe Field Control

O Field Control é uma poderosa ferramenta de gestão para empresas prestadoras de serviços. Para o gestor, organização e controle da empresa. Para os técnicos, praticidade e mais rendimento nas atividades do dia a dia.