5 dicas para manutenção de elevador

5 dicas para manutenção de elevador

Manutenção de elevador é algo muito sério e relevante. Não é toa que existem várias regras e leis que regulamentam a atividade que deve ser feita sempre com foco na segurança e prevenção de acidentes.

As empresas prestadoras de serviços que atuam no segmento executam diversos tipos de manutenção quando o assunto é elevador.

Se você é uma pessoa leiga, passará a entender melhor nesse conteúdo.

Agora, se você é uma pessoa que atua na área, continue com a gente.

Sua leitura será mais que bem-vinda, já que aqui você poderá adquirir muito conhecimento e até materiais para melhorar sua gestão e produtividade.

Vamos começar com o mais simples.

A manutenção de elevador é muito além daquela troca de peças no momento de paradas ou até mesmo no atendimento de emergência quando alguém fica preso na cabine.

 

Quando citamos mais complexo é porque inclui:

A manutenção corretiva – quando realmente há alguma falha e a correção e possíveis ajustes são urgentes;

Troca de peças de acordo com a garantia do fabricante e com a frequência de uso.

O elevador data do ano de 1850. Mas não apenas os antigos precisam de reparos para conservação.

Até os mais novos e modernos devem ter os cuidados necessários. Quanto maior a frequência de uso, maior o desgaste e em consequência, menor o intervalo entre as manutenções;

A instalação de cabines, afinal, o Brasil passa por um processo de verticalização com mais prédios construídos a cada ano, principalmente nas capitais e cidades com potencial de crescimento no interior.

Sem contar nos andares cada vez mais altos;

Por falar em manutenções, você sabe quando e em qual situação aplicar cada uma delas: Quais são os tipos de manutenções na prestação de serviços.

 

Por que a manutenção de elevador é importante?

É muito comum a galera torcer o nariz quando vê um elevador parado ou com serviços em execução. Ainda mais quando sobra a escada como única alternativa.

Mas eles nem imaginam o quanto essa manutenção salva vidas.

Vamos te dar alguns números (esperamos que você não se assuste):

Apenas nos Estados Unidos, em torno de 30 pessoas perdem a vida em acidentes com elevadores e escadas rolantes a cada ano.

Outras 17 mil pessoas se ferem de forma grave por ano ao utilizá-los.

Esse número é do Departamento de Estatísticas do Trabalho americano.

Só no Brasil, em 2019, oito pessoas perderam a vida em acidentes com elevadores, segundo o Sindicato das Empresas de Elevadores do Estado de São Paulo (Seciesp).

A principal justificativa, ainda de acordo com o Seciesp é a falta de fiscalização.

Nem todas as cidades têm leis que regulamentam o setor e que exigem a manutenção de elevador.

Existe também o fator de mau uso como o excesso de peso, quando um número maior de pessoas entra na cabine, não respeitando a capacidade.

A falta de conscientização sobre o uso acontece e é real.

 

E vamos partir para as nossas dicas…

O que a Field espera é que independentemente de leis ou não, manter a segurança das pessoas que transmitam no local deve ser um dos princípios de uma prestadora de serviço do ramo e mais ainda, de quem as contrata.

E para melhorar a rotina dos gestores e técnicos que atuam no ramo (sabemos que não é um dia a dia fácil e que a emoção pode tomar conta de um minuto para o outro), vamos indicar nas próximas linhas melhorias simples que podem ser implementadas instantes após a leitura.

 

5 dicas para manutenção de elevador

 

Dica 1: Organize a agenda de visitas (as de emergência e as previstas)

Imprevistos acontecem todos os dias. Os mais de 500 mil elevadores em funcionamento no Brasil falham, afinal, as coisas quebram e precisam de reparos.

Apenas na cidade de São Paulo são mais de 77 mil (dado do Seciesp).

É um mercado e uma oportunidade e tanto, não?

Alguns funcionam com pessoas durante o dia e/ou à noite, em diversas situações diferentes.

Prédios residenciais e empresariais, hospitais, instituições de ensino, comércio, enfim… temos uma infinidade de locais que utilizam as cabines que transportam milhões de pessoas por dia.

A primeira coisa que você irá fazer com as dicas da Field é focar na sua agenda e entender qual o cenário das suas visitas hoje.

As seguintes perguntas podem te ajudar:

Os técnicos têm agenda organizada e sabem quais serão as demandas do dia como e quando?

As informações das visitas são repassadas de qual forma para o técnico? Já se perguntou se a sua ordem de serviço atende todas as necessidades do atendimento?

Aqui já vamos resolver um problema ou dar possibilidade de atualizar esse documento tão importante.

Baixe um novo modelo de ordem digital próprio para prestadores de serviços. É só clicar AQUI e fazer o download (é um presente da Field para você).

E mais que ter uma ordem de serviço adequada, ter uma agenda que funcione e proporcione uma boa comunicação é a melhor forma de se organizar e atender a todos (os agendados e os emergenciais).

 

E não deixe a comunicação de lado. É fundamental para se ter agilidade e organização adequada:

Você já ouviu ou pesquisou a respeito da agenda digital?

Caso o seu foco seja aumentar a sua produtividade, a agenda digital é uma boa pedida.

E mais ainda, atua direto na satisfação do cliente que pode ser surpreendido ao ser atendido antes do previsto.

Ah, a previsão de atendimento em emergências precisa estar estipulada em contrato, ok?

E cumpra essa cláusula e as demais sempre, isso é requisito para a fidelização.

Para saber mais sobre a agenda digital, confira: Agenda digital: como aumentar a produtividade?.

 

Saiba onde seus técnicos estão

Para atender as demandas do contrato, saber aonde todos os técnicos estão facilita e muito a sua vida como gestor.

Enviar o técnico que está mais próximo à chamada de emergência significa muito mais que economizar combustível em grandes deslocamentos e evitando a fadiga do técnico em congestionamentos.

É, ficar parado no trânsito ninguém merece.

As pessoas que podem estar presas na cabine são resgatadas mais rápido.

Cada pessoa age de formas diferentes quando se está em uma situação como essa.

Algumas entram em pânico, outras se descobrem claustrofóbicas, mas há também as que não se afetam.

O mais importante é que sejam tiradas do elevador o mais rápido possível.

O técnico chegando mais rápido na chamada, resolve o problema e tem mais tempo para encaixar outra visita que possa estar agendada naquela região.

Lembra quando falamos do aumento de produtividade? Esse é apenas um dos passos.

Para o assunto não dispersar muito e te garantir mais detalhes, temos um conteúdo sobre a importância da localização: Benefícios da localização em tempo real para sua equipe externa.

 

Dica 2: Adote ferramentas facilitadoras dos processos

Já falamos de agenda digital e localização.

Mas os serviços prestados por empresas  de instalação e manutenção de elevadores não vivem apenas dessas ferramentas, certo?

É preciso check-list, relatório fotográfico, avaliação do cliente, controles de todos os tipos de manutenção (preventiva, corretiva e preditiva) e de estoque.

A rotina é bem agitada e a Field sabe muito bem.

A padronização e documentação de processos precisam estar muito bem organizadas.

E quando se trata de manutenção de elevadores, todas as informações precisam constar de forma detalhada para que nada passe desapercebido.

Além do modelo da ordem de serviço, você também pode baixar outros modelos de planilhas para facilitar o trabalho de cada dia. É só clicar aqui: 5 exemplos de planilhas para prestação de serviço.

 

O que a tecnologia pode fazer por você?

Porém, as facilidades da gestão podem vir de forma digital. Sabe a economia de combustível da localização da equipe? É apenas um eixo.

Os demais como ordem de serviço digital e outros citados acima facilitam não só agendamento, o acompanhamento dos técnicos, mas também indicam como está a produtividade do mês e o que precisa melhorar por meio de índice e dados.

A gente pode falar, falar, falar, mas você nunca vai sentir o que a tecnologia pode fazer na prática pela sua gestão.

Você pode saber a partir da experiência de uma demonstração. O que acha?

O sistema de gestão de equipes externas atende todas as necessidades da galera que atua em campo, a dos clientes e claro, a do gestor.

É um triângulo onde todos saem ganhando.

Partiu agendar uma demonstração? É só vir com a Field e entrar na era da alta produtividade: agendar demonstração.

 

E por falar em tecnologia, tome nota:

 

Dica 3: Fique atento à legislação e regras

Nem todas as cidades têm regras e leis para fiscalização para avaliação das condições de uso dos elevadores e também têm obrigatoriedade de manutenção.

Infelizmente, é um dos motivos para os números chocantes que lemos no início do texto.

Independentemente de uma regra, lei ou obrigação, as administradoras de condomínios e complexos comerciais como shoppings, supermercados e outros, precisam estar cientes dos riscos.

As cidades que existem as leis a respeito de manutenção de elevador, você pode checar no conteúdo Os condomínios são obrigados a contratar manutenção de elevadores?, 

Quanto ao resgate de pessoas presas nos elevadores, os passageiros no caso, existe uma regra.

A NBR 16083/2012 indica que apenas duas categorias estão autorizadas para execução do resgate.

Os profissionais do Corpo de Bombeiros ou técnicos habilitados.

Ou seja, todos os locais que têm elevadores são seus potenciais clientes.

E já que estamos conversando sobre regras, será que os condomínios são obrigados a ter contratos de manutenção?

A Field te responde aqui: Os condomínios são obrigados a contratar manutenção de elevadores?

E quanto ao uso de uniformes, fique atento também: Uso de uniformes na prestação de serviços: existe regra?

 

Dica 4: Auxilie ao seu cliente a preservar as cabines e ao uso consciente

O uso correto das cabines é um indicativo para evitar acidentes e a temida manutenção corretiva, o tipo mais caro que existe.

Além das sinalizações como número de pessoas e peso que precisam ser respeitadas, orientar sobre o desgaste excessivo é uma boa.

Muitos elevadores demandam de manutenção pelo alto uso.

Sabemos que cada vez mais, as pessoas deixam de usar escadas. É, a tecnologia tem seu lado bom e ruim.

Muitas vezes apenas para subir um ou dois andares, a tentação de apertar o botão do elevador é real.

Além do bom uso, oriente quanto ao resgate.

De acordo com a NBR 16083/2012 citada na dica anterior, os porteiros, zeladores e síndicos, se não habilitados tecnicamente, não estão aptos a exercer a atividade.

O indicado é acionar o Corpo de Bombeiros e/ou a empresa prestadora de serviços contratada pela manutenção de elevador.

Você pode ter mais dicas sobre relacionamento com o cliente:

 

Dica 5: Mantenha a equipe atualizada sobre novos modelos e peças

E no meio de todas as demandas e tarefas, o gestor precisa gerenciar o tempo para oferecer treinamentos e cursos de atualização.

Novos prédios são lançados a cada dia. E a cada novo lançamento, a tecnologia acompanha a velocidade de crescimento do setor imobiliário.

Modelos e peças com novas formas instalação e manutenção podem surgir de um dia para o outro, por meio de uma nova contratação.

E aí, a prestadora vai negar serviço porque não tem conhecimento técnico suficiente?

Se o objetivo por crescer, a Field acredita que negar novos clientes não é a melhor forma para se tornar referência no mercado de manutenção de elevador.

Existem diversas formas de programas treinamentos para equipes externas: Rotina de treinamento para prestador de serviços.

 

Aqui você encontra muito mais conteúdo sobre manutenção de elevador:

 

E não pare por aqui. Lá no nosso canal do YouTube, tem muito mais sobre gestão de equipes externas.

A nossa última dica é se inscrever e ativar as notificações: Field Control no YouTube.

Obrigada pela sua companhia. Esperamos que esse conteúdo tenha agregado mais conhecimento e tornado sua gestão mais eficiente e produtiva.

Se quiser nos conhecer melhor, visite nosso site: www.fieldcontrol.com.br.

 

Equipe Field Control

O Field Control é uma poderosa ferramenta de gestão para empresas prestadoras de serviços. Para o gestor, organização e controle da empresa. Para os técnicos, praticidade e mais rendimento nas atividades do dia a dia.

Utilizamos cookies para garantir a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a utilizar esse site, entenderemos que você concorda com isso. Visite nossas Política de Privacidade